Como vender para clientes desbancarizados?

Uma grande parcela da população não possui contas em bancos, entenda como isso é possível e conheça algumas alternativas para realizar as vendas para essa público.

No mercado a varejo é muito comum os clientes procurarem pelo crediário da loja para pagarem suas contas parceladas. Mesmo as pessoas que possuem cartões bandeirados procuram essa solução pois sabem que é uma alternativa econômica e flexível. Porém, existe uma parcela significativa da população que ainda não é bancarizado, e também querem poder comprar no crédito próprio das lojas, mas são rejeitados. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) há mais de 60 milhões de pessoas que não possuem conta em banco, acima de 18 anos de idade, no Brasil. Este número representa quase a metade da população brasileira ativa economicamente.

Você deve estar pensando como uma pessoa pode ser desbancarizada nos dias de hoje? Mas existem muitas explicações para isso, como: podem ser trabalhadores de carteira assinada, mas não recebem os salários em depósito bancário, e sim em espécie. Ou possuem suas fontes de renda de um trabalho sem carteira assinada, também pode ser o caso de ser um trabalhador autônomo, podem simplesmente ter fechado suas contas e parado de usar o serviços bancários por se tornarem muito caros, ou não gostam e tem dificuldades em utilizar bancos, e pode até ser o caso de terem ficado negativados, pois nessa situação a pessoa fica fora do sistema bancário tradicional até regularizar a situação. 

São diversos os motivos para eles não possuírem cartões de bancos. Entretanto, esses consumidores, geralmente, encontram dificuldade em realizarem compras parcelados, pois muitas vezes as lojas o ignoram ou não confiam neles por não ter conta em banco, e acreditarem que o risco da inadimplência pode ser maior. Porém, eles são apenas consumidores carentes de crédito, e recorrem  ao crediário das lojas porque sabem que é a maneira mais fácil, rápida e menos burocrática de conseguirem o crédito para comprarem os produtos ou serviços daquele estabelecimento.  .

Mas o fato de “perder” o cliente por ele não estar inserido no sistema bancário brasileiro pode ser um erro, pois ele é consumidor comum. Nestes casos cabe aos estabelecimentos comerciais se adequarem a esse público e  encontrem alternativas para atendê-los. Como criar planos de pagamentos e prazos especiais para esses consumidores desbancarizados, por exemplo, exigindo um determinado valor de entrada. Outra solução é solicitar referências comerciais do cliente, desta maneira as lojas sentirão mais confiança no consumidor e não venderão “no escuro”.  As possibilidades são inúmeras, resta a loja decidir qual caminho vai seguir.

Afinal, vender para esse público é vender na base da confiança, como era feito antigamente com o carnê, ficha, promissória. Esse método ainda é feito em muitas cidades pequenas e do interior do Brasil. A grande diferença é que agora existem maneiras mais modernas de oferecer esse crédito próprio, a mais comum delas são os cartão de lojas, como as grandes redes varejistas fazem.

Se quiser saber como fazer o cartão de crédito próprio do seu estabelecimento, a Neopag pode te ajudar com isso. 😉

Neopag
Bom para quem paga.
Bom para quem recebe.

Confira também nossos outros posts:
Como ser um Profissional Autônomo de Sucesso?
Conheça os 6 perfis mais comuns de clientes!

Você segue as orientações de limite de crédito para seus clientes? Entenda as consequências!

Otimize seu tempo e economize dinheiro!

Quer receber as nossas novidades por e-mail gratuitamente?

Cadastre-se para receber as nossas novidades por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.